Boxflex e Impex investem US$ 2 milhões para lançar Texstan, marca de de máscaras de proteção

Fonte: Texstan

Originária de um grupo com mais de 70 anos de história, tradicional fornecedora de componentes para o setor calçadista, a Boxflex  (sediada em Novo Hamburgo) dá um novo salto e ingressa na área de saúde. A empresa enfrenta a crise vivida pelo setor calçadista apostando na produção de máscaras de proteção como um novo nicho de mercado.

O grupo conseguiu colocar em funcionamento, em tempo recorde, oito linhas de produção de máscaras com a marca Texstan, criada a partir de uma joint venture com a Impex Comércio e Representações (com 25 anos de dedicação ao setor, na comercialização de máquinas e equipamentos). A Texstan fabrica máscaras de proteção facial com capacidade de filtragem bacteriana (BFE) de 97,5%, quando a exigência da Anvisa é de que a performance seja de 95,5%. As máscaras produzidas são de  tripla camada com filtragem bacteriana.

Martinho Fleck, diretor de presidente da empresa, afirma que a ideia inicial era implementar a produção com uma máquina para atender à demanda ocasionada pela pandemia do Coronavírus. “Mas com o desenrolar da crise, e a tomada de consciência de que economias do mundo inteiro estarão focadas em diminuir a dependência de fornecimento deste tipo de material do exterior, decidimos ampliar nosso projeto, e transformar esta marca em um novo nicho de mercado a ser atendido pela nossa empresa, ou seja criar um produto genuinamente brasileiro”.

Crédito: Divulgação

O investimento para criar o novo negócio é de US$ 2 milhões. Boxflex e Impex vislumbram a oportunidade de ocupar um espaço importante no mercado. Martinho Fleck afirma estar confiante na continuidade do negócio, porque “a partir de agora, as pessoas estarão atentas para aspectos dos cuidados individuais que não faziam parte da nossa cultura”.

Até o final de junho, a Texstan estará com capacidade para disponibilizar ao mercado nada menos que 400.000 máscaras por dia. As primeiras máquinas estão trabalhando em regime de 24 horas.

Para produzir as máscaras com segurança e atender às exigências da Anvisa, a Boxflex isolou um pavilhão de sua sede, onde tecnologias especiais de esterilização e vedação de última geração estão implementadas, para garantir a segurança aos usuários dos produtos da marca.

EMBALAGENS PENSADAS PARA CONTRIBUIR COM ECONOMIA NO USO DO MATERIAL

A Texstan está sendo pensada também em termos de economia de recursos. Por isto, está produzindo embalagens individuais e pacotes com 50 unidades.  O foco inicial da marca eram empresas em busca das máscaras para proteger seus trabalhadores, e empresas da área médica e saúde. Mas já nas primeiras duas semanas, por causa da procura, a direção decidiu abrir a comercialização para pessoas físicas, através de e-commerce da marca – www.texstan.com.br.

As embalagens individuais serão disponibilizadas também em pontos de comércio, já a partir das próximas semanas.

Artigos relacionados

Lockout Tagout: bloqueio e etiquetagem na Engenharia de Projetos e Manutenção

Fonte: Tagout O Programa de Controle de Energias Perigosas (PCEP), também chamado LoTo (Lockout Tagout), é um programa dinâmico...

Genie compartilha protocolos para limpeza e desinfecção de equipamentos aéreos

Fonte: Genie Com base nas diretrizes do Centers for Disease Control and Prevention (CDC), a Genie oferece novos procedimentos...

A Terex anuncia mudanças na liderança do segmento de negócios da AWP

Fonte: Terex Corporation A Terex Corporation (NYSE:TEX) anunciou hoje que John L. Garrison Jr., Presidente e CEO da Terex...

Nexo CS anuncia lançamento de aplicativo para gestão da saúde preventiva

Fonte: Nexo CS A Nexo CS, empresa que atua há mais de 25 anos no desenvolvimento de softwares para...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui