Segurança em espaço confinado

Conforme a NR 33, espaço confinado é qualquer área ou ambiente não projetado para ocupação humana contínua, que possua meios limitados de entrada ou saída, cuja ventilação existente seja insuficiente para remover contaminantes ou onde possa existir a deficiência ou enriquecimento de oxigênio. Garanta a segurança dos seus trabalhadores seguindo as ações abaixo:

Identificação – antes de mais nada, é preciso conhecer quais são os riscos aos quais os trabalhadores estão expostos. Esta análise dos riscos deve ser feita individualmente para cada área, atividade ou equipamento industrial para que sejam levantados dados sobre perigos possíveis, efeitos esperados e medidas de controle.

Responsável técnico – será o profissional formalmente designado para identificar os espaços confinados existentes na empresa, elaborar as medidas técnicas e implementar a gestão em SST, além de orientar os trabalhadores, identificando os deveres de cada um e providenciando a capacitação exigida para a realização do trabalho.

Acesso – é muito importante assegurar que o acesso seja permitido apenas com o acompanhamento e autorização do supervisor técnico responsável. Além de restringir o acesso, é preciso isolar e sinalizar os ECs para evitar a entrada de pessoas não autorizadas e impedir o religamento acidental das fontes de energia com travas, bloqueios, lacres e etiquetas de identificação.

PET – a Permissão de Entrada e Trabalho é um documento que contém o conjunto de medidas de segurança e emergência previstas para o desenvolvimento de uma atividade segura nos Ecs.

Equipamentos de proteção – para executar atividades em ECs, os trabalhadores devem utilizar os EPCs, EPIs e equipamentos de resgate. Entre eles: equipamentos de proteção respiratória, capacetes, luvas, botas e óculos de segurança, trava-quedas, cinto de segurança, dispositivos de bloqueio e etiquetagem, entre outros.

Capacitação – a capacitação dos profissionais sobre os riscos, as medidas de controle, de emergência e salvamento em ECs deve ser contínua. Todos os treinamentos devem ser registrados e possuir certificado de participação.

Resgate – também é de responsabilidade do empregador implementar procedimentos de emergência e resgate adequados aos espaços confinados incluindo uma equipe responsável pelos primeiros socorros.

Fonte: Adaptado de João Marcio Tosmann (www.tagout.com.br)

Arte: Beto Soares/Estúdio Boom

Artigos relacionados

Desinfecção de superfícies na prevenção da Covid-19

É provável que tenhamos que conviver um bom tempo com o risco da Covid-19. As superfícies de trabalho, nas empresas, devem ser...

Saúde no home office

A pandemia provocada pela Covid-19 levou muitos profissionais a adotarem, ainda que de modo temporário, o home office. Trabalhando de casa, é...

Empresas e trabalhadores junto no combate ao Covid-19

Visando a prevenção da propagação do Novo Coronavírus (Covid-19) nos ambientes de trabalho, a Organização Mundial da Saúde divulgou documento com recomendações...

Combate ao Coronavírus

Visando prevenir a propagação do novo Coronavírus (Covid-19) nos ambientes de trabalho, a OMS divulgou documento com recomendações a serem seguidas pelas empresas e...