OIT marca Dia Mundial da SST pedindo fim da pandemia

Fonte: OIT

Este Dia Mundial para Segurança e Saúde no Trabalho tem como o tema o combate à pandemia do novo coronavírus.

Para a Organização Internacional do Trabalho, OIT, este ano, o foco é a resposta a surtos de doenças infecciosas no local de trabalho tendo como base a covid-19. A agência divulgou relatório sobre o assunto. 

Novos casos

A OIT lembrou que a preocupação agora é conter o crescimento de novos casos em algumas partes do mundo e manter os níveis baixos em outras.

Estes são grandes desafios para governos, empregados e empregadores e as organizações que tentam combater a pandemia e ao mesmo tempo proteger sua mão-de-obra. 

Para a OIT, além da crise, existe a preocupação de que a retomada da atividade econômica deve ser feita de forma a manter os avanços feitos na supressão da transmissão. 

Diálogo

O Dia Mundial para Segurança e Saúde no Trabalho pretende estimular um diálogo nacional das três partes sobre o tema: empregadores, funcionários e autoridades. 

A agência também está usando o Dia para aumentar a conscientização sobre adoção de práticas seguras nos locais de trabalho e o papel de serviços de saúde e segurança nas empresas. 

Os especialistas chamam a atenção para medidas de médio e longo prazos incluindo a recuperação e planos de preparação. 

Riscos de contágio

No relatório sobre o Dia, a OIT lembra que é preciso garantir segurança e saúde no trabalho e ressalta os riscos ocupacionais da área que surgem com a disseminação da covid-19. O documento também analisa medidas para prevenir e controlar o risco de contágio, psicossociais, ergonômicos e outros associados à pandemia. 

O diretor-geral da OIT, Guy Ryder, falou do papel da segurança e de condições saudáveis para o trabalho decente. Segundo ele, a pandemia tornou esse ponto ainda mais relevante por causa do trabalho de agentes de saúde na linha de frente do combate ao novo coronavírus. 

Cuidados

Ryder disse que é preciso proteger os trabalhadores do setor que arriscam suas vidas todos os dias. 

Segundo ele, o trabalho a distância oferece novas oportunidades, mas ao mesmo tempo, os trabalhadores precisam negociar esses arranjos para obter equilíbrio em outras responsabilidades como cuidar de crianças, de doentes e de idosos, e claro, de si mesmos. 

A OIT lembrou que o tema de 2020 era violência e assédio no mundo do trabalho, mas devido à pandemia, optou por mudar o foco e tratar dessa emergência de saúde global.

Artigos relacionados

Entregadores de aplicativo protestam em São Paulo, Brasília e no Rio

Fonte: Agência Brasil Entregadores de aplicativos paralisaram as atividades nesta quarta-feira (1º) para protestar por melhores condições de trabalho. O...

Trabalho escravo: Anamatra é eleita como representante da sociedade civil na Conatrae

Fonte: Anamatra A Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra) foi eleita, na manhã desta terça (30/6),...

Governo Federal lança cartilha sobre trabalho infantil

Fonte: Ministério da Saúde O Ministério da Saúde, juntamente com o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos...

Produtor de café terá que adotar medidas de prevenção da Covid-19 e coibir trabalho escravo

Fonte: MPT/Minas Gerais Um produtor de café do município de Delfinópolis, no Sul de Minas Gerais, terá que adotar...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui