quarta-feira, 25 de maio de 2022

Fundacentro criará hubs de inovação em SST

Fonte: Fundacentro

A Fundacentro pretende criar hubs de inovação – conexão em rede com diferentes atores para produzir novas soluções – voltadas para a Segurança e Saúde no Trabalho (SST) a partir de suas unidades descentralizadas. O Laboratório de Inovação da instituição já tem um projeto em Recife/PE e pretende criar ações em outros locais. Para efetivar essa expansão, foram realizadas visitas e reuniões em Belo Horizonte/MG para identificar os atores do ecossistema de inovação regional no início de maio.  

O presidente da Fundacentro, Felipe Portela, a diretora de Pesquisa Aplicada, Erika Benevides, e o coordenador-geral de Gestão Corporativa, Diego Oliveira, reuniram-se com o subsecretário de Ciência, Tecnologia e Inovação de Minas Gerais, Felipe Attiê; com o presidente da Fundação João Pinheiro, Helger Lopes; e com os servidores do Escritório Avançado no Estado de Minas Gerais. Além disso, participaram do Lançamento Observatório do Trabalho de MG. 

Os gestores também visitaram o Fiemg Lab (hub da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais) e o Centro de Inovação e Tecnologia (CIT) do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai); o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae); a Coordenadoria de Transferência e Inovação Tecnológica (CTIT) / Fórum Nacional de Gestores de Inovação e Transferência de Tecnologia (Fortec) / Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG); e o Parque Tecnológico BH.TEC. 

“Isso faz parte de uma iniciativa da Coordenação de Inovação e Parcerias / Laboratório de Inovação para ampliar nossas ações de inovação com foco em soluções de Segurança e Saúde no Trabalho. Queremos focar nos desafios, entender os problemas de todos os atores envolvidos dentro desse sistema e resolvê-los através de inovações em SST”, explica Erika Benevides.  

Projeto em Recife/PE 

Um projeto piloto da Fundacentro em Recife/PE capacitará jovens em situação de vulnerabilidade em linguagens de programação e ciências da computação para propiciar soluções de SST tanto para micro e pequenas empresas quanto para a indústria. Buscando ter um impacto social na comunidade, a capacitação ajudará na inserção deles no mercado de trabalho. Ao mesmo tempo se explorará a vocação regional de Recife para a inovação e tecnologia, refletindo-se sobre questões voltadas para a saúde e segurança dos trabalhadores. 

Artigos relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui