Curso gratuito do SESI ajuda gestores na retomada das atividades em tempos de Covid-19

Fonte: SESI

Como gestores devem preparar suas equipes para a retomada segura das atividades em tempos de pandemia? Quais são os principais desafios para líderes e trabalhadores no retorno ao trabalho presencial? Essas e outras perguntas serão respondidas no curso virtual gratuito do Serviço Social da Indústria (SESI) para gestores e trabalhadores. Os participantes receberão certificado e os interessados devem se inscrever aqui.

A capacitação, baseada no Protocolo SESI de retomada das atividades produtivas em tempos de covid-19, orienta os profissionais a construir e executar planos de retomada das atividades produtivas de acordo com as normas e orientações de órgãos públicos nacionais e internacionais. Com duração de quatro horas, o curso aborda desde medidas de prevenção, monitoramento e até a condução de casos suspeitos ou confirmados da doença.

“Os participantes terão a oportunidade de identificar diversas abordagens para enfrentamento da pandemia dentro do ambiente de trabalho que os ajudarão a selecionar as medidas que serão mais efetivas para sua realidade”, destaca o gerente-executivo de Saúde e Segurança na Indústria do SESI, Emmanuel Lacerda.

Segundo ele, embora mais voltado para a gestão da saúde e segurança no trabalho, o conteúdo também pode ser bem útil a trabalhadores. “O curso permite que os profissionais tenham mais consciência sobre a importância da adoção de novas rotinas para retomada segura do trabalho”, destaca.

As medidas adotadas pelas empresas neste momento devem se manter mesmo depois da pandemia. Pesquisa recente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), encomendada ao Instituto FSB Pesquisa, mostra que para 96% dos gestores as medidas de segurança contra o coronavírus desenvolvidas pelas empresas são importantes. Entre as medidas mais adotadas pelas indústrias estão esforços adicionais de limpeza e higienização do ambiente de trabalho (96%), campanhas de saúde e prevenção (81%) e liberação de funcionários de grupo de risco (73%).

Artigos relacionados

MPT vai investigar irregularidade após servidor do Samu morrer por Covid-19 em Araraquara

Fonte: G1 O Ministério Público do Trabalho (MPT) abriu inquérito para investigar possível irregularidade da Prefeitura de Araraquara (SP), após a morte...

Construtoras devem se preparar para adotar o PGR

Fonte: Seconci-SP As construtoras precisam se preparar desde já para a adoção de uma das novidades da Norma Regulamentadora...

Anuário Brasileiro de Proteção 2020 está disponível com acesso gratuito

Por Bruna Klassmann/Jornalista da Revista Proteção A publicação que anualmente destaca importantes informações para o setor prevencionista já está...

Cooperativa de produtores de cana de Mirassol D’Oeste é obrigada a cumprir normas de SST

Fonte: MPT/Mato Grosso O Ministério Público do Trabalho em Mato Grosso (MPT-MT) obteve decisão favorável em duas ações civis...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui