quarta-feira, 25 de maio de 2022

Muito mais do que segurança no trabalho

Ao longo da minha vida profissional venho tentando dizer as pessoas que precisamos pensar na prevenção como algo muito mais amplo do que apenas segurança no trabalho; É preciso educar e preparar as pessoas para que tragam para suas vidas a famosa cultura da prevenção não apenas por quanto trabalhadores mas em todos os segmentos de suas vidas. A prevenção é um bem que se aplica a todos os momentos de nossas vidas e muitas vezes não pode ser lida e compreendida dentro de uma segurança no trabalho que se manifesta ainda  mais por proibições e limitações do que pela busca de uma compreensão maior sobre ela. Não pode existir a dualidade do ser seguro da portaria para dentro e do ser inseguro da empresa para fora – isso não muda as coisas. As pessoas também não podem ser levadas a crença de que prevenção implica em uma série de obrigações e perde vida quando chega no momento dos direitos.

Esse ano que acaba tem nos dado verdadeiras lições sobre uma sociedade insegura e só não vê quem não quer.  Claro que a postura de muitas  pessoas diante da pandemia demonstra isso em cada esquina desse pais.  Quando olho para aqueles jovens em festas e bailes não sinto raiva – sinto pena porque ainda não capazes de compreender o poder da atitude diante dos problemas e isso é ausência de noção sobre prevenção. Quando coloco os olhos sobre aquele terrível acidentes de ônibus que tirou a vida de mais de 40 pessoas diretamente – isso sem falar da ausência de vida que ficou para seus parentes e amigos – penso no quanto tudo que deixamos de  fazer torna nossos destinos mais difíceis – o quanto a ausência de medidas básicas torna o mundo inseguro para todos nos e me preocupa a ausência de reação de uma sociedade que não compreende que hoje foram eles e que isso incomoda pouco porque nos parece distante – esquecendo de pensar quantos ônibus daqueles nesse mesmo instante circulam pelas ruas próximas por onde passamos. Talvez isso ocorra porque a maioria das pessoas associam prevenção a outras coisas – menos manutenção – menos controle de jornada – menos…

De repente olhamos para o outro lado e vemos uma família sendo destroçada pela queda de uma arvore. Não sei se temos ou podemos como mensurar as dores e os impactos de duas crianças vendo a própria mãe morrendo – talvez alguns até consigam porque no mundo de hoje o que importa é o sucesso e não a vida humana. Dói demais pensar que aquele fato por si poderia ser evitado com mínimas ações de prevenção – alguns podem até chamar isso de fatalidade – mas o nome disso é mesmo irresponsabilidade. Olhando um pouco adiante – se é que a gente se importa em olhar além do umbigo – vale lembrar que aquela imensa arvore tal como caiu para o lado da rua – poderia nos últimos anos (pelo menos 5 desde que foi solicitada a providencia) ter caído na direção da escola já que se encontrava no terreno de uma.

Hoje pela manhã um conjunto de rodas de uma carreta soltou-se e atingiu uma senhora lá no centro oeste.  Isso sem falarmos das dezenas de acidentes do trabalho e das centenas de acidentes de transito que continuam matando e destruindo vidas humanas – TODOS poderiam ser evitados se responsabilidade fosse mais do que uma palavra em nossa sociedade.

Não sei que tipo de futuro as pessoas esperam o que sei e que o entorno inseguro que temos aceitado como normal certamente o coloca em risco. Não sei se as pessoas entendem que se seguirmos sem fazer nada – todos – mesmo que busquemos cuidar bem de nossas vidas – estaremos cada vez mais em risco e que portanto cuidar apenas do seu – aumenta a possibilidade de não sobrevivermos.

A questão da insegurança no Brasil há muito tempo passou longe e adiante dos ambientes de trabalho – embora o que cause tudo isso com certeza tenha as mesmas bases e raízes. Um mundo melhor não depende apenas de tecnologia – pensem nisso – e jamais será verdadeiro se a vida seja respeitada.

Pensemos em prevenção de forma mais ampla – associemos isso a tudo e todos.


O blog SST na Prática apresenta informações importantes para os profissionais de Saúde e Segurança do Trabalho. O autor Cosmo Palasio de Moraes Junior é Técnico em Segurança do Trabalho com diversas especializações. Colunista e membro do Conselho Editorial da Revista Proteção. Diretor do Sindicato dos Técnicos de Segurança do Trabalho do Estado de São Paulo. Fundador e moderador do Grupo SESMT. Auditor, Consultor e Instrutor com atuação em diversas organizações, entre elas, Volkswagen, WEG, GERDAU, Vale, Suzano e SABESP. Autor do Livro Dia a Dia da Prevenção e consultor do Manual de Segurança e Saúde no Trabalho.
[email protected]

Artigos relacionados

13 COMENTÁRIOS

  1. Excelente matéria Cosmo. Como sempre cirurgico nas palavras.
    Precisamos realmente pensar em Prevenção de forma muito mais ampla.

  2. Prezado Cosmo, mais uma vez obrigado pelos ensinamentos. Compartilho do mesmo pensamento, a prevenção esta além das habilidades técnica, esta no comportamento (soft skills).

  3. Boa explanação COSMO, diante de todo exposto ainda há quem aplaude nos tornarmos um país liberal, é de fato um momento sombrio aos olhos da prevenção, falta compaixão, falta amor próprio, falta educação, falta exemplo dos condutores desta zorra de nome brazil com “b” minúsculo de acordo com o tamanho do respeito com os seus, e “z” da mentalidade ianque extremista em solo miscigenado, pois, é quanta contradição. Um povo que teve acesso a informação em seu aparelho de telefone, porem, sem educação, discernimento suficiente para filtrar as mentiras propagadas por quem ignora a ciência, também por quem faz uso do fanatismo religioso para confrontar a verdade, verdade apedrejada por um viés político fascista. Como dito por ti COSMO, impossível separa o trabalhador do ser social, as barbáries cometida pela sociedade ao longo do tempo demonstra que humanismo nada mais é que uma utopia seja em solo fabril ou no meio social como um todo, assim sendo o descaso com a vida de si ou por outrem já não surpreende, de fato esperamos de outros, aquilo que eles não possuem para oferecer, triste realidade sempre presente e evidenciada por uma pandemia e seus pandemônios.

  4. Como sempre, certeiro nas suas colocações Cosmo. Fazer a Prevenção ir além dos ambientes laborais vai de cada um de nos profissionais na atuação em treinamentos e DDS, ir aos poucos colocando na cabeça de cada trabalhador a importância da vida, seja dentro ou fora da empresa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui